Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Enigma do Discípulo que Jesus Amava

Livro 1 - Grupo de referência de Jesus: publicanos, prostitutas e devassos

Ajaxloader
por
R$ 40,14
por
R$ 8,81

Sinopse

A perspectiva que abarca as Ciências Humanas (Sociologia, História, etc.) e a teologia, pode focalizar a realidade social, propiciando um entendimento mais próximo dessa realidade, com suas "ferramenta" ou 'métodos de interpretação" ao exemplo das noções "grupo de referência" e "localização social do conhecimento". Os quais são aplicáveis, eficazmente, tanto no contexto histórico de Jesus como na atualidade. Jesus transexual. O ponto fundamental do movimento social, da doutrina, enfim, da revolução cultural empreendidos por Jesus, consiste no fato dele ter sido transexual. Esta sua condição foi a base que o levou a atuar como pacifista, igualitário, fraternal e liberal do gênero, da família, da tribo, da nação, etc. Não havia discriminação nele, pois ele era transexual. São várias as evidências disso.

João descreveu a Ceia, mas usando o codinome enigmático de "um discípulo a quem Jesus amava", e afirmou, intencionalmente, que se encontrava com a cabeça reclinada, intimamente e diante dos demais discípulos, no colo de Jesus, e com a boca na altura do s mamilos do peito do Mestre. Porém, ao atender um pedido de Pedro, então, a seguir se reclinou no peito de Jesus, para lhe fazer uma pergunta. Eles não tinham por que se envergonharem, do amor carnal entre eles. Pois, isso é algo de divino.

Devassos. Os fariseus e saduceus acusavam Jesus de conviver com devassos ou pecadores. Este foi um dos grandes motivos do ódio, que os religiosos nutriam contra Jesus. Eles achavam que se Jesus e João tinham relações amorosas entre si, então, deveriam fazê-las de modo escondido, e não devassado. Mas, estes não tinham porque se envergonharem. Pois, a doença discriminadora está na cabeça de quem é homofóbico.

Jesus convivia e tinha como "localização social" e "grupo de referência", afeminados, prostitutas, lésbicas, devassos, e "publicanos" também chamados de "portageiros", com os quais se reunia, freqüentemente, em reuniões agradáveis, fraternais, festivas, acompanhadas de farta comida e regadas a vinho. Esse grupo servia de referência para muita gente, que com eles se identificava. Ocorre, hoje, a mesmo coisa, concernente a essa localização social e respectivo grupo de referência. Havia tanto na Judéia como em todo mundo daquela época, múltiplos grupos análogos. Em razão disto, o movimento revolucionário de natureza liberal desencadeado por Jesus, então, encontrou solo propício para se propagar.

O conflito fundamental. Jesus se referiu a João, o discípulo que ele amava: "quero que ele fique até que eu volte". Assim como, Elias voltou como João Batista, para preparar a primeira vinda de Jesus, João voltará na segunda vinda de Jesus, para lhe preparar o caminho, no conflito fundamental entre o "grupo de referência de Jesus" (afeminados, prostitutas, lésbicas, devassos e "publicanos"), e, o grupo de ideólogos hegemônicos e seus aliados. Esse conflito acontece em toda época e civilização, e permeia a sócio-história em muito longa duração. Porém, eventualmente ele emerge com todo ímpeto, conforme ocorrera na época de Jesus, e hoje também vem ocorrendo.

O retorno do Reprimido na localização social e respectivo grupo de referência contemporâneos homólogos ao do Jesus. Em termos sociológicos, o grupo de referência do Jesus Histórico encontra paralelo na atualidade, e não é só isso. É precisamente a partir dos grupos de referência contemporâneos, homólogos ao do Jesus Histórico, que deve ocorrer a 2ª volta do Cristo Jesus ou o retorno do Reprimido.

Categorias: Sociology of Religion, Sociologia Da Religião, Estudo Dos Generos, Estudo Bíblico, Doutrinas Bíblicas, Ciências Humanas E Sociais
Palavras-chave: amado, descentralizada, discípulo, duração, história, jesus., longa, por, rede, teologia, transexual

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 211

Edição: 1(2018)

ISBN: 978-85-910864-7-4

Formato: A5 (148x210)

Tipo de papel: Offset 75g

Reconhecimento

Sobre o autor

Mini
Francisco Alves Machado

Pesquiso e divulgo o sentido original da doutrina do Jesus Histórico.


Mais publicações desse autor

Teoria da História Teoria da História Francisco Alves Machado
R$ 59,67 Impresso
R$ 22,60 Ebook
O Templo O Templo Francisco Alves Machado
R$ 38,66 Impresso
R$ 11,84 Ebook
O DILÚVIO O DILÚVIO Francisco Alves Machado
R$ 47,81 Impresso
R$ 20,45 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Não é fácil colocarmos nosso confiança em qualquer meio...Aos poucos fui descobrindo que o Clube dos Autores é mais que um meio confiável, é a segurança de um sonho realizado, é a luta pela valorização destes grandes escritores que acabam sendo desvalorizados pela cultura do sexo, samba e futeb..."

Vanderlan da Silva

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700