Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro A DECADÊNCIA DAS ERAS

A HISTÓRIA DO QUINTO SÉCULO

Por: ADEILSON NOGUEIRA Denunciar

Ajaxloader
por
R$ 41,00
por
R$ 22,60

Sinopse

A Idade das Trevas é um termo que traz imagens de guerra, destruição e morte - como o domínio do personagem maligno em um bom romance de fantasia. Como o termo “Idade das Trevas” se tornou sinônimo da Idade Média, e por que ainda nos referimos a ele assim?

A história está cheia de pessoas falando sobre como estão vivendo em um “tempo negro” ou em “idade da luz” - é uma metáfora fácil de explicar que você está vivendo em bons ou maus momentos. Ele seria usado novamente pelo poeta italiano do século XIV Petrarca, que era um grande admirador dos antigos romanos e gregos. Ele comparou esses momentos com os seus e achou que não estava muito feliz com a situação atual. Em um de seus trabalhos ele escreveu:

“Meu destino é viver entre tempestades variadas e confusas. Mas para você talvez, se como eu espero e deseje que você viva muito depois de mim, haverá uma idade melhor. Esse sono do esquecimento não durará para sempre. Quando as trevas forem dispersas, nossos descendentes poderão ver novamente no antigo brilho puro.”

Seus pontos de vista seriam retomados por outros estudiosos italianos - no final do século 14 e 15, eles estavam tendo um boom intelectual e artístico, e começaram a se ver seguindo os passos dos antigos. Pelo menos em suas mentes, eles estavam acreditando confiantemente que era um tempo de cultura clássica renascida, eles resgataram o grego do quase-esquecimento, removeram erros do latim, limparam a névoa da filosofia, a grosseria da teologia, a crueza da arte.

Esses escritores começaram a ver a história dividida em três fases - a Era Clássica, que era o tempo da sabedoria grega, o poder romano, e quando Jesus Cristo andou neste mundo; e seu próprio tempo, um renascimento, quando as coisas estavam melhorando. Enquanto isso, havia todos aqueles séculos no meio - desde a queda do Império Romano no quinto século até pouco antes do tempo deles. Depois de algum tempo, recebeu o nome de “Idade Média” (ou Aevum Medium em latim). Os escritores italianos acabaram de ver isso como uma época em que tudo estava em declínio, quando os grandes edifícios de Roma, como o Coliseu, desmoronavam lentamente e quando ninguém produzia grandes obras literárias.

A ideia de uma Idade Média se espalharia para outros historiadores da Europa. No entanto, o termo Idade das Trevas é algo geralmente encontrado apenas em escrita inglesa. Nos séculos XVII e XVIII, há historiadores como Edward Gibbon referindo-se a essa época como “a escuridão da Idade Média” e retratando a vida durante esse tempo como cheia de bárbaros incultos, tiranos perversos ou camponeses supersticiosos. No século XIX, a Idade das Trevas e a Idade Media significavam a mesma coisa.

Desde então, os historiadores se tornaram mais positivos sobre o período medieval e suas conquistas - e a ideia de que as pessoas viviam na Idade das Trevas está se acostumando cada vez menos, pelo menos entre os medievalistas acadêmicos.

Alguns historiadores dirão se há algum tipo de 'Idade das Trevas' na história medieval, é durante a primeira parte da Idade Média, logo após a queda do poder romano na Grã-Bretanha por volta do quinto e sexto séculos. É um período que tem poucas fontes escritas sobreviventes, então não sabemos muito sobre o que aconteceu então. O Objetivo do presente trabalho é abordar os fatos deste período: A Aurora da idade das Trevas – O Quinto Século.

Categorias: Medieval, Europa, Antigo, Não Ficção, Geografia E Historia, Educação
Palavras-chave: histÓria, idade, mÉdia

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 49

Edição: 1(2019)

Formato: A4 (210x297)

Tipo de papel: Offset 75g

Reconhecimento

Sobre o autor

Mini
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista e escritor, é autor de diversos livros, a exemplo da “Cartas de Amor”, “Um Poema para Você”, “Versos Dispersos e Prosa Esparsa”, “Exemplos que Edificam”, Rádio Novela “Gavião Rasteira e o Zoológico do Inferno”, “Lições que não Esqueci”, “Anos de Roubalheira”, “O Encontro”, “Épicos”, “Política”, “Mandacaru, A Origem” e “Julio Cesar”, “Pascal”, “Nogueira” “Cartas de Tobias”. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.


Mais publicações desse autor

ARTE POÉTICA

ARTE POÉTICA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
NUMISMÁTICA JAPONESA

NUMISMÁTICA JAPONESA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 41,56 Impresso
R$ 22,60 Ebook
1789

1789

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 41,16 Impresso
R$ 22,60 Ebook
NUMISMÁTICA CHINESA

NUMISMÁTICA CHINESA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 51,07 Impresso
R$ 22,60 Ebook
O DIÁRIO DE EVA

O DIÁRIO DE EVA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 47,96 Impresso
R$ 22,60 Ebook
A MEDIDA DO AMOR

A MEDIDA DO AMOR

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 41,00 Impresso
R$ 22,60 Ebook
O TESTAMENTO

O TESTAMENTO

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
A AMANTE DE KARL MARX

A AMANTE DE KARL MARX

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
MOEDAS DE AL-ANDALUS

MOEDAS DE AL-ANDALUS

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 55,63 Impresso
R$ 22,60 Ebook
A AMANTE DE HITLER

A AMANTE DE HITLER

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,92 Impresso
R$ 22,60 Ebook
A AMANTE DE BALZAC

A AMANTE DE BALZAC

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
VENEZUELA

VENEZUELA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"O Clube de Autores nos propicia vencer a barreira que separa nosso sonho de escrever da realidade da publicação; um sonho que consiste em dividir com os leitores algo de bom que queiramos compartilhar pela escrita. Levando isso a sério e sabendo da importância que tem para nós que escrevemos, o..."

Fábio Mendes Paulino

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700