Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro Apoteótico: os maiores carnavais de todos os tempos - 1969

Por: Jorge Renato Ramos Denunciar

Ajaxloader
por
R$ 45,84
por
R$ 21,53

Sinopse

“Apoteótico: os maiores carnavais de todos os tempos – 1969” é o terceiro livro da série que se propõe a contar, em seus mínimos detalhes, enredos, preparativos e desfiles das escolas de samba, não somente no Grupo Principal, mas também dando o devido valor às agremiações do Acesso. O carnaval de 1969 foi o primeiro após a instituição do AI-5, o mais duro e cruel dos atos institucionais promovidos pela ditadura militar. O Império Serrano ousou ao cantar a liberdade em tempos em que essa palavra era riscada do dicionário da população brasileira, em geral. É claro que a censura, sempre atenta a qualquer ato que julgasse “subversivo”, não deixaria passar batido o samba-enredo da verde e branco e obrigou a escola a trocar uma palavra da letra de seu samba-enredo, uma obra-prima composta por Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola e Manoel Ferreira. Em vez de “revolução”, o Império foi obrigado a alterar a letra para “evolução”. Silas de Oliveira foi chamado ao SCDP (Serviço de Censura e Diversões Públicas) para explicar o porquê de alguns versos de seu samba. Os compositores alegaram que apenas utilizaram, na letra do samba, o que aprenderam nos bancos escolares e que não diferiam em nada dos livros de história. Ao ser provocado por amigos, chamado de “subversivo”, Silas disse então: “Operário não pode ter ideologia”. Fernando Pamplona venceria a resistência de Osmar Valença para impor um enredo em homenagem à Bahia. O chamado “Pai de todos” pretendia promover uma segunda revolução no carnaval carioca (a primeira foi em 1960, com o próprio Salgueiro), cantando um samba curtinho e dando o recado rápido na Avenida, sem amarrar o desfile. Martinho da Vila revolucionaria a forma de se compor samba-enredo com o seu “Iaiá do Cais Dourado”. O próprio enredo já era revolucionário, por não conter uma linha sequer em sua sinopse. O carnavalesco deixou os compositores livres para eles próprios criarem a sua versão para a história de amor e desamor entre Iaiá e o capoeira baiano. Essas e várias outras histórias estão contidas nas páginas desse livro, que se digna ainda a exaltar grandes personagens que marcaram seu nome ao longo do tempo e que hoje , injustamente, estão esquecidos.

Categorias: Popular, Folclórica & Tradicional, Dança, Não Ficção, Música, Artes e Entretenimento
Palavras-chave: "escolas, carnaval, de, mangueira, portela, salgueiro, samba, samba"

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 284

Edição: 1(2019)

ISBN: 9781095190050

Formato: A5 (148x210)

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

Reconhecimento

Mais publicações desse autor

Comentários - 1 comentário(s)


ArteSam
Olá Jorge, tudo bem? Faço serviço de conversão epub, capa, solicitação de ISBN, providência de ficha catalográfica, revisão, book trailer, ilustrações, e outros... Caso tenha interesse, fale comigo. Meu site - www.sdmarini.com - e-mail: [email protected] - página no facebook: www.facebook.com/artesambr
Segunda às 09:08

Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Acabo de receber neste momento, as obras de minha autoria. Estão lindísimos.... Lindísssimos... Lindíssimos! Parabéns pelo trabalho gráfico, apresentação, agilidade e integridade do site. Grata e obrigada pela parceria, que tem se mostrado excelente!"

Ana Maria Leandro

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700